Segurança fecha nova “cabriteira” que ligava Corumbá à Bolívia

Março 24, 20204:14 pm

 

Uma ação conjunta das Forças de Segurança que atuam na fronteira de Corumbá com a Bolívia, impediu a passagem por uma via clandestina aberta para não passar pela barreira sanitár

ia das equipes que integram a Operação Hórus, coordenada pelo Gabinete de Gestão de Fronteira, para combater crimes transfronteiriços, como contrabando, descaminh

o, roubo de veículos, tráfico de drogas e de armas.

Como medida de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, que atinge países do mundo todo, do lado brasileiro da fronteira, no Posto Esdras, há fiscalização do Exército, Força Nacional de Segurança e Polícia Federal no controle migratório, conforme determinação do governo federal. Já do lado boliviano, a fronteira está fechada e controlada por militares. Só passam caminhões de cargas, que também podem trafegar no Brasil, para não haver desabastecimento.

Mas, na manhã desta terça-feira, 24 de março, uma rota clandestina foi identificada pelos policiais da Hórus. Além de ser usada por criminosos, com as fronteiras fechadas, muitas pessoas também estavam fazendo a travessia a pé de um país para outro.

Com o apoio da Secretaria de Segurança da Prefeitura de Corumbá, foi aberta uma vala nessa via com retroescavadeira. Todo o trabalho foi acompanhado por esquipes da Polícia Federal e do Batalhão de Choque da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, que garantiram a segurança dos trabalhadores envolvidos na ação.

As estradas clandestinas, na faixa de fronteira não são novidade, e são chamadas de “cabriteiras”. É a forma usada pelos criminosos para tentar enganar a fiscalização na área de fronteira seca.

 

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários

comentários