Recorde: MS tem 31 mortes por Covid-19 em 24H

dezembro 22, 20204:30 pm

Mato Grosso do Sul registrou 31 novas mortes em consequência da covid-19 nesta terça-feira (22). Desde o início da pandemia esse é o maior número de vidas perdidas no Estado em apenas 24 horas. O recorde anterior era de 28 óbitos registrados em 16 de agosto. A média móvel da última semana é de 20,1.

Com idades entre 18 e 84 anos, os pacientes que não resistiram às complicações causadas pela doença são de Campo Grande (17), Dourados (2), Fátima do Sul (2) e Ponta Porã (2). Miranda, Mundo Novo, Três Lagoas, Ribas do Rio Pardo, Cassilândia, Bela Vista, Rio Brilhante e Corumbá registraram um óbito cada. Ao todo o Estado contabiliza 2.108 mortes.

O óbito confirmado em Corumbá é o de uma jovem de 18 anos, que tinha diabetes e faleceu no domingo, 20. O município contabiliza 185 mortes por covid-19, com taxa de letalidade de 3%.

O boletim epidemiológicoregistrou 1.342 novos casos da doença no Estado. Os cinco municípios com maior número de infectados são: Campo Grande (+483), Dourados (+227), Maracaju (+77), Três Lagoas (+52) e Ponta Porã (+44). A média móvel da última semana é de 1.271,1 casos diários, enquanto o total de infectados pelo vírus desde o início da pandemia soma 123.529.

Corumbá teve oito casos positivos em 24h e soma 6.241 notificações de coronavírus, com 5.684 recuperados e 305 em isolamento domiciliar. Dos 17 leitos da UTI Covid na Santa Casa do município, dez estão ocupados e nove pacientes respiram por ventilação mecânica. No SB2 e SB3, dos 40 leitos clínicos para casos moderados e suspeitos, trinta estão ocupados.

Mato Grosso do Sul possui 14.360 casos ativos da doença, sendo 13.682 em isolamento domiciliar e 678 pacientes internados em leitos clínicos (375) e de UTI (303). A taxa de ocupação de leitos na macrorregião de Campo Grande está em 111%, Dourados 84%, Três Lagoas 58% e Corumbá 55%.

Os casos sem encerramento pelos municípios totalizam 6.880, e as amostras em análise no Laboratório Central são 3.955 nesta terça-feira.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários

comentários