Por 8 horas, Corumbá teve chuva maior do que a esperada para todo janeiro

Janeiro 13, 20215:03 pm

Entre às 23 horas de ontem (12) e às 7 horas de hoje, 13 de janeiro, choveu mais de 187,2 milímetros em Corumbá, segundo dados coletados no CEMADEN (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais). O previsto para todo o mês de janeiro é de 145,4 milímetros. Tanto volume de água em tão pouco tempo provocou transtornos em diversos pontos da cidade.

Prefeitura atua para minimizar transtornos

Desde as primeiras horas desta manhã, equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos e da Agência Municipal de Proteção e Defesa Civil estão na rua trabalhando para minimizar os problemas provocados principalmente nos bairros Cristo Redentor, Cravo Vermelho e Popular Velha.  A ação emergencial conta com apoio de funcionários da Equipe Engenharia, Unipav e da ALS. O Corpo de Bombeiros também participa do trabalho.

A Prefeitura reitera que mantém a rotina de limpeza nos bueiros, bocas de lobos e galerias em vários pontos da cidade. Também promove o escoamento da água em locais pontuais.  Equipes da Defesa Civil também estão atuando nos pontos onde houve alagamentos e no bairro Generoso, onde houve o registro de um deslizamento sem vítimas, mas com danos materiais.

A chuva, de acordo com a Plataforma de Coleta de Dados Ambientais (PCD) instalada na escola municipal Almirante Tamandaré, parte alta da cidade, teve o período de maior concentração entre 01h e 02 horas desta quarta-feira, dia 13, quando foram registrados 109 milímetros de precipitação.

Instalados em abril de 2015, os PCD’s são integrados diretamente com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), órgão do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação que tem por objetivo desenvolver, testar e implementar um sistema de previsão de ocorrência de desastres naturais em áreas suscetíveis de todo o Brasil.

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários

comentários