Operação Dia de Finados da PMA também vai fiscalizar rios federais que fecham para pesca

outubro 31, 201810:44 am

A Polícia Militar Ambiental (PMA) começa nesta quarta-feira (31.10) a operação Dia de Finados com o objetivo de fiscalizar o início da Piracema nos rios federais que cortam Mato Grosso do Sul, localizados na Bacia do rio Paraná. Nesses rios da União a pesca é proibida já a partir de amanhã (1º.11), ao contrário dos rios estaduais que ficam fechados para a pesca a partir de segunda-feira (5.11).

A PMA irá intensificar a fiscalização nos rios federais: Paraná, Aporé e Paranaíba. “Esse fim de semana será o período da pré-Piracema para os rios do Estado, quando a pesca ainda não está proibida, e já a Piracema para os federais, onde será proibido pescar. Com o feriado prolongado, o número de pessoas nos rios aumenta significativamente, além do mais é o último antes que todos os rios estejam fechados no Estado”, explica o tenente-coronel da PMA, Edenílson Queiroz.

Ele afirma também que nessa época os cardumes já começam a se formar para a Piracema e a captura se torna mais fácil, o que acaba atraindo mais gente para os rios. Com isso, a PMA mantém o patrulhamento reforçado, com a finalidade de se prevenir a pesca predatória.

Com o feriado prolongado, o número de pessoas nos rios aumenta significativamente.

Segundo o coronel, onde a pesca ainda está liberada, a fiscalização servirá para evitar a pesca predatória “relativa à captura e transporte de pescado fora da medida, acima da cota permitida, com petrechos proibidos e em locais proibidos, atitudes que também são crimes e infrações administrativas, com as mesmas penalidades de se pescar durante a Piracema”.

Prevenção e repressão ao tráfico de papagaios

Só neste ano, já foram apreendidas 141 dessa espécie em MS.

Este também é um período de atenção para a PMA com relação ao tráfico de animais silvestres. Entre os meses de setembro e dezembro acontece o período de reprodução dos papagaios, ave mais traficada em Mato Grosso do Sul. Só neste ano, já foram apreendidas 141 dessa espécie no Estado.

A PMA realiza nesses meses trabalhos preventivos nas propriedades rurais, tendo em vista que os traficantes costumam fazer o aliciamento dos sitiantes e funcionários desses locais. “Muitas pessoas fazem isto, às vezes, sem saber que estão cometendo crime ambiental”.

A região principal do problema são os municípios de Jateí, Batayporã, Bataguassu, Ivinhema, Novo Horizonte do Sul, Anaurilândia, Santa Rita do Pardo, Nova Andradina e Brasilândia, além de Naviraí e Mundo Novo.

Crimes ambientais

Equipes da Capital estarão itinerantes fiscalizando todos os tipos de crimes e infrações ambientais.

Outros crimes ambientais serão combatidos e prevenidos durante a operação Dia de Finados, tais como: desmatamento e carvoarias irregulares – com visitas às propriedades rurais -,transporte ilegal de produtos perigosos, além do combate a todos os crimes contra a fauna e a flora.

Equipes de Campo Grande estarão itinerantes fiscalizando todos os tipos de crimes e infrações ambientais. Os comandantes das 25 subunidades empregarão todo o efetivo no trabalho de fiscalização em suas respectivas áreas de atuação.

Luciana Brazil – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Fonte: Portal de Noticias do Governo de MS

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários

comentários