Incêndio arrasa grande extensão às margens da BR 262

setembro 10, 20199:06 am

Desde o último sábado, 07 de setembro, equipes do Corpo de Bombeiros Militar e Prevfogo estão concentradas na região de Porto Morrinho, área distante cerca de 70 km de Corumbá, onde focos de incêndio estão consumindo extensa faixa de vegetação. O fogo, que se alastrou rapidamente, chegou às margens da BR-262 e também quase atingiu um posto de combustível que fica localizado na rodovia.

De acordo com os bombeiros, a vegetação é muito fechada com forte incidência de acuris, caraguatás e coqueiros que fazem com que as chamas ganhem maior dimensão.

Na região, existem duas faixas de fogo. Uma segue em direção ao rio Paraguai e outra em direção ao Distrito de Albuquerque. Há ainda vários focos espalhados pela rodovia.

Além disso, na área urbana de Corumbá e Ladário, os bombeiros também são acionados pelos moradores. No plantão das últimas 24h, das 13 ocorrências, nove foram relacionadas a combate ao fogo em terreno baldio na cidade.

Reprodução vídeo

Queimadas também atingem mata na BR-262, na região de Morrinho

Na manhã de domingo (08), o Corpo de Bombeiros se deslocou por volta das 08h40, até a rua Getúlio Vargas, bairro Santo Antonio, em Ladário. À tarde, três focos foram registrados em Corumbá, sendo às 14h25, na região do Lampião Aceso, na BR-262; às 15h40, na rua Goiás, bairro Aeroporto e às 18h20, na rua Gonçalves Dias, também no  Aeroporto.

Já à noite, a equipe de combate a incêndio se deslocou às 19h até a rua Major Gama, bairro Cristo Redentor. Meia hora depois, foi registrado foco de incêndio na fazenda Santa Helena, próximo ao Lampião Aceso.

Às 22h50, o fogo atingia uma área de vegetação na avenida Rio Branco, bairro Universitário. Dez minutos depois, a equipe foi solicitada na rua Vinte e Um de Setembro, próximo a uma escola no Anel Viário, parte alta da cidade e à 01h, desta segunda-feira, 09 de setembro, moradores da Alameda João Leite de Barros acionaram a corporação para combater foco de incêndio no bairro Popular Nova.

Alerta

Esses incêndios poderiam ser evitados se os moradores se conscientizassem sobre o descarte correto dos resíduos. Nesse período do ano, de tempo seco, três fatores contribuem para o aumento das queimadas: baixa umidade do ar, vegetação seca e fortes ventos, por isso é importante que o lixo seja acondicionado de forma correta e não descartado em terrenos baldios.

Entre as recomendações estão: não colocar fogo sob hipótese nenhuma; criar aceiros nos terrenos, com limpeza da vegetação num espaço de 1,5 metro ao redor para evitar que incêndios vizinhos consigam se propagar; recolher as folhas secas em sacos de lixo; e não jogar bitucas de cigarro em locais onde há vegetação que possa servir de combustível.

FacebookTwitterWhatsAppMais…

Tags:
COMPARTILHAR:

Comentários

comentários